Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#É um mundo selvagem

by - agosto 06, 2014

Não deixem de participar do sorteio do livro Esta é uma história de amor. Para saber as regras, AQUI.

_________

Ah, querida. Eu sei. O mundo não é como a gente espera. Às vezes, ele pode ser incrivelmente tedioso e você tem que fingir que é alguém que não é para disfarçar esse tédio. Não sei por que fazer isso; por que mentir? 
O mundo pode ser, sim, lindo. 
Meio difícil, é verdade. Você pode dar de cara no chão muitas vezes. Pode ficar sozinha por muito tempo. Pode não se sentir retribuída o suficiente. Pode, inclusive, achar que você é injustiçada o tempo todo. Se é verdade? Meu bem, quem sou eu pra dizer algo? 

Você pode achar que perde tudo a cada dia, que não sabe respirar direito longe daquela pessoa que ama, que o mundo vai acabar se ninguém te amar. Ah, querida, vamos parar com o exagero, tudo bem? A gente sabe que isso é mentira; que a gente ganha coisas de vez em quando, que respirar é difícil para qualquer um, que o amor não determina a sua felicidade. Se quiser pular fora desse trem, siga em frente. Mas não se esqueça que, tudo que vai volta. Você vai receber o que você deu. Se abandonou a vida, assim, só porque as coisas não saíram como você quis, ela vai te abandonar, também. É um mundo selvagem, querida. As garras do mundo vão agarrá-la e, sinto muito, mas você não vai poder fugir. Você vai ter de arcar com as consequências, mesmo que ache que não mereça tanta violência. 

Se vai embora, não esqueça seu sorriso em qualquer lugar. Use-o, porque a felicidade é isso aí que você vê: toda essa incerteza que te amedronta tanto. Quem disse que todo mundo tem que tem certeza de tudo? Você, certamente, sabe como é andar na corda bamba. Você sabe que às vezes a gente vence, as às vezes a gente perde. É assim que funciona esse mundo. As coisas não dão certo - e não eram para dar certo, entendeu bem? Você não fez nada errado; foi a vida que escolheu assim. Você escolheu fugir, lembra? Não a culpe se não receber aquelas flores que achou que alguém te daria, ou o beijo no final da história. Porque, querida, não há flores nem finais de história. Há uma imensidão, cheia de amores desencontrados e uma longa jornada pela frente, interminável. Tão interminável, que você vai caminhar por dias e dias em busca de algo. E, quando achar, vai perceber que precisava daquilo mais do que tudo. E, não, não estou falando do amor. Vamos esquecer isso, tá certo? Quando você chegar lá e encontrar a sua coisa preciosa, ela vai se revelar ser a felicidade. E, se você não sabe ainda, a felicidade não está ligada ao amor. O importante é oferecer amor ao mundo. Se recebermos o feedback, melhor. Mas não pense que, só porque alguém te ama, acabou a sua missão. A nossa missão não é ser amada, é amar. É ter a coragem de encontrar a felicidade. É esquecer toda essa coisa de que o amor é essencial. Quem disse isso? O amor só serve pra gente, quando não é egoísta. E o mundo é muito egoísta, querida. Aprenda desde já: é um mundo selvagem. 


You May Also Like

1 comentários

  1. Imagem Skins na pista hahaha
    Mas ilustrou perfeitamente o texto. E, se quer saber, apesar de dramática sou otimista e acredito naquela frase que diz que às vezes coisas dão errado para que aconteçam coisas boas que não aconteceriam se tudo tivesse dado certo, pelo menos eu vejo muito isso na minha vida. E se pensarmos o mundo, ou a vida, como cada um quiser chamar, não tem obrigação nenhum de nos beneficiar, acho que isso só compete a nós mesmos, cada um tem que buscar o melhor de si e pra si sem esperar nada em troca da vida.
    Sempre refletindo em cima dos seus textos.
    Beijos.

    http://essameninamoca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja LGBTQfóbico(a), racista ou machista. O mundo agradece :)
Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.

Torne o mundo um lugar melhor: não seja babaca :)



INSTAGRAM